segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Salada Marroquina de Pimento


Ofereceram-me uma tagine muito bonita como prenda de casamento, preta, da Mason Cash. Desde que fui a Marrocos, nas primeiras férias com o sous chef, que fiquei com vontade de cozinhar algumas das coisas que comemos. Tagines, pastillas, saladas, gelado de limão com sumo de laranja. A primeira vez que provei comida marroquina foi em Londres, há mais de dez anos, num restaurante na Queen Street onde um marroquino tocava orgão e cantava "habibi, . habibi" e fazia olhinhos à minha irmã.

Cozinhar com uma tagine é tão divertido como fazer comida indiana. Sinto-me sempre uma bruxa à volta do caldeirão, a adicionar especiarias e ervas. Desta vez o caldeirão é mais bonito que a panela cor-de-laranja de ferro fundido onde faço o caril. 

No meu livro de receitas, o google, não encontrei nenhuma receita que me entusiasmasse para experimentar cozinhar com a minha tagine, por isso, depois de uma receita semi-falhada de frango, comprei um livro na amazon que adorei. Tem poucas receitas mas imagino-me a fazê-las todas. Os ingredientes são fáceis de encontrar, não são caros e são saudáveis. As fotos são maravilhosas.

Ontem para dar início ao jantar, fiz uma salada que comia muitas vezes nas férias que fiz na Tunísia, em 2001. Sempre que me sentava em algum restaurante, serviam-nos uma salada parecida com esta, como entrada, e sem sequer perguntar se a queríamos. Era como se fosse uma preparação obrigatória do estômago para o prato principal. Eram saladas fresquinhas e bem temperadas, com tomate, cebola, pimento e pepino. Comia sem pensar na regra fundamental de quem come em tascas nestes países - não comer legumes crus. Não me aconteceu nada, mas cada um que decida por sí. Em Marrocos fiquei bastante doente.

Esta salada em Marrocos é servida de acordo com os legumes disponíveis em cada época. É uma salada estaladiça e bem temperada com limão e menta. Pode ser servida como entrada ou a acompanhar uma tagine mais pesada, para cortar a doçura dos molhos. 

Ingredientes:
(para 4)

1 cebola roxa finamente picada
1 pimento verde cortado em cubos
1 pimento vermelho cortado em cubos
1 chili verde sem sementes, picado (não usei)
2 talos de aipo, cortado às tiras
folhas de menta, picadas
salsa picada
2 colheres de sopa de azeite
sumo de meio limão
sal e pimenta preta acabada de moer

Numa taça, juntar o pimento, cebola, aipo, chili, menta e salsa. Temperar com o azeite, limão, sal e pimenta.

Escolhi esta receita para estrear o meu livro porque pode acompanhar as receitas de tagine que se vão seguir.

Receita retirada do livro "Tagine, Spicy Stews from Marocco", de Ghillie Basan. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...