terça-feira, 4 de Dezembro de 2012

Fusilli Integral com Cogumelos e Tomilho



Ingredientes:
(para duas pessoas)

azeite
uns raminhos de tomilho
1 dente de alho
1 malagueta
200g de cogumelos laminados
sumo de meio limão
1 tomate grande e maduro cortado em fatias grossas
sal
Massa fusilli integral (cerca de 70g por pessoa)
Queijo para gratinar

Temperar os cogumelos com o sumo de limão.

No wok ou frigideira, aquecer o azeite com o tomilho, o dente de alho descascado e esmagado com a faca e a malagueta cortada a meio. Quando o azeite estiver quente, juntar os cogumelos e saltear cerca de 5 minutos. Juntar o tomate e saltear mais 2 minutos. Temperar com sal. O tomate não se deve desfazer, a ideia é que fique inteiro.

Entretanto, cozer a massa de acordo com as instruções da embalagem.

Juntar a massa aos cogumelos e misturar tudo bem. Colocar numa travessa de ir ao forno, polvilhar com queijo ralado (queijo das ilhas por exemplo) e levar a gratinar a 200ºC. Se preferirem podem servir a massa sem gratinar, polvilhada com queijo parmesão.

quarta-feira, 14 de Novembro de 2012

Cogumelos e Espinafres com uma pitada de caril



Ingredientes:
(para 2 pessoas e mais um extra para o almoço do dia seguinte)

azeite
1/2 cebola laminada
2 tomates maduros cortado em cubos
1/2 pimento vermelho cortado em cubinhos pequenos
1/2 curgete cortada em cubinhos pequenos
200g de cogumelos
1 mão cheia de espinafres
1/4 de pó de caril (usei Hot Madras)

Tomar conta de uma bebé de dois meses ocupa-me o tempo todo e tive por isso que adiar os meus passatempos para outra altura, quando deixar de ser um recém-nascido tão exigente dos meus miminhos. 

Curiosamente, tenho cozinhado melhor que nunca, sem tempo para seguir receitas ou medir ingredientes, sem a oportunidade de fazer compras de ingredientes novos, os jantares saem-me melhor que nunca. Tenho prateleiras cheias de meios frascos e saquinhos de ingredientes que ficaram por usar. Basta-me abrir os armários da cozinha para me inspirar, sem precisar de livros de receitas para me sairem bem as experiências culinárias. Refeições muito simples e sem exigir muito tempo porque um bebé a chorar com fome já me fez queimar muito fundo de tacho de arroz e esturricar peixe no forno. Mas quando a consigo entreter meia hora, ponho na mesa uma sopa e uma comidinha bem apetitosa.

Desta vez abri o frigorífico e encontrei espinafres e cogumelos, dois legumes que combinam tão bem. Lembrei-me de um saco de Hot Madras Curry Powder que trouxe de Londres por recomendação do meu cunhado, e fiz em três tempos este caril e um arroz basmati.

Dourei a cebola em azeite, juntei o tomate, pimento e curgete e deixei cozinhar 10 minutos em lume médio. Não precisei de adicionar água porque os tomates largaram muito líquido. Juntei depois os cogumelos partidos a meio os espinafres, e o caril. Tapei e deixei cozinhar mais dez minutos.

Hot Madras é um caril em pó (também existe em pasta) feito com coentros, açafrão da Índia, mostarda, cominhos, farinha gram, chili, feno grego, pimenta, alho, sal, funcho, sementes de papoila e folhas de caril. É um caril ligeiramente picante e muito aromático.

sexta-feira, 26 de Outubro de 2012

Sementes


Há já muito que descobri os benefícios de comer sementes e tento ter sempre em casa sementes de abóbora, de girassol, de linhaça e sésamo. Depois, procuro formas de as comer. Costumo adicionar, ao pão que faço em casa, sementes de girassol e de sésamo. Tosto sementes de abóbora ou girassol e junto às saladas. As sementes de linhaça têm pouco sabor e adiciono-as à sopa (uma colher de chá em cada prato de sopa), saladas ou iogurte. 

Conseguimos tirar mais benefícios das sementes se as moermos antes de as comer. As sementes, se ingeridas inteiras e por serem difíceis de mastigar, acabam por passar pelo nosso sistema digestivo sem serem digeridas, perdendo-se assim os benefícios que nos podiam trazer. Convém também moer as sementes cruas para que não se percam os nutrientes. 

As sementes de girassol são uma boa fonte de proteína , vitamina E (um poderoso antioxidante), magnésio, selénio, vitaminas B1, B5 e B6, fósforo, ferro, ácido fólico e fibra. As sementes de sésamo são também uma boa fonte de proteína, fibra, minerais (magnésio, selénio, ferro..) e cálcio. Quando descobri que era intolerante à lactose comecei a procurar formas de incorporar as sementes de sésamo na minha alimentação porque tinha receio de, não bebendo leite, poder ficar com falta de cálcio. Descobri então que o leite não fazia assim tanta falta e que há muitos alimentos ricos em cálcio. Mas voltando às sementes, as da abóbora são também ricas em minerais, vitamina B1, B2 e B3 e vitamina A. As sementes de linhaça são consideradas as sementes milagrosas, ricas em omega 3, fibra e minerais. 

Tenho por hábito comer um iogurte por dia, natural, com uma mistura de sementes moídas de girassol, abóbora, linhaça e sésamo e uma colherzinha de chá de canela. Durante a gravidez tinha tanta preocupação com alimentação correcta que procurava todos os alimentos que pudessem ajudar o meu bebé a crescer cheio de saúde dentro da minha barriga. Achei imensa piada quando li num forum de grávidas que a canela podia causar problemas na gravidez e provocar aborto ou parto prematuro. Tarde demais, tinha comido uma colher de chá de canela por dia! 

Quando tenho nozes, junto também uma ou duas ao iogurte. É quase como comer uma sobremesa. E se quiserem mesmo que seja uma sobremesa, adicionem um pouco de mel.

Para moer sementes podem usar um moinho de café. Eu uso a mini picadora da minha varinha mágica e consigo um resultado perfeito. Faço uma mistura das 4 sementes e coloco na picadora. Tento sempre moer quantidades pequenas de sementes para que não se percam os nutrientes. Se preferirem moer quantidades grandes, guardem-nas num recipiente bem fechado, no frigorífico. 

quarta-feira, 17 de Outubro de 2012

Quinoa Vermelha com Figos e Uvas


Ingredientes:
(para 2 pessoas)

1 copo de quinoa (vermelha ou branca)
1 copo e 1/4 de água
1/2 lata de grão de bico
6 figos cortados em quartos
uma mão cheia de uvas cortadas a meio
1/2 cebola picada
1/4 pepino cortado em cubinhos
1 bola de queijo mozarella fresco
Nozes
2 colheres de chá de vinagre de cidra
1 colher de chá de mel
2 colher de chá de azeite
sal e pimenta



Levar a água ao lume até ferver. Juntar a quinoa e um pouco de azeite. Quando levantar fervura, baixar o lume e cozinhar em lume brando 15/20 minutos. Deixar arrefecer.

Misturar todos os ingredientes e temperar com vinagre, mel, azeite e sal e pimenta a gosto.



quarta-feira, 26 de Setembro de 2012

Figos com queijo de cabra


Adoro figos em saladas e quando o sous chef me trouxe um saco cheio de figos maduros lembrei-me de uma receita do livro Healthy Appetite do Gordon Ramsey. Alterei a receita de acordo com o que tinha em casa. Fazer compras com um bebé de duas semanas não é fácil mas consegui ir ao Pingo Doce comprar um grande stock de queijos, a minha  grande perdição. Saíram do forno estes figos, que tanto podem ser acompanhamento ou entrada mas que cá em casa foram o jantar, acompanhados por uma salada de alface e tomate cherry.

Ingredientes:
(para 2 pessoas)

6 figos
60g de queijo chèvre
tomilho seco
vinagre balsâmico
amêndoas laminadas

Fazer cortes em cruz no topo dos figos. Rechear com o queijo. Temperar com vinagre balsâmico e tomilho. Terminar com amêndoas laminadas. Cobrir os figos com folha de alumínio e levar ao forno a 200ºC durante 12 minutos. Retirar a folha de alumínio e deixar mais 5 minutos no forno.

Servir ainda quente.

quarta-feira, 12 de Setembro de 2012

Admirável Mundo Novo


A minha bebé fez-me uma surpresa e chegou duas semanas antes do previsto. O Claudipédia vai de licença de maternidade. Volto...hmm..não sei. Logo se vê :) Estou demasiado feliz para conseguir pensar em receitas.


sábado, 18 de Agosto de 2012

Crumble de Ruibarbo e Morangos

Ingredientes:
(para duas pessoas)

Compota de ruibarbo*
8 morangos

1 colher de sopa de manteiga
3-4 colheres de sopa de farinha
1 colher de sopa de açúcar

Ligar o forno a 200ºC.

Lavar e cortar os morangos em rodelas. Colocar em tarteiras individuais. Deitar a compota por cima.

Na mini picadora ou robot de cozinha, misturar a manteiga, farinha e açúcar. Começar com 3 colheres de farinha e juntar mais se necessário. Com as mãos terminar de fazer o crumble de forma a que se formem migalhas. Deita-las por cima dos morangos e compota de ruibarbo. Uma opção é polvilhar com amêndoas em palitos ou laminadas por cima.

Levar ao forno 15-20 minutos até o crumble ficar tostado.

*Compota de ruibarbo é fácil de fazer. Podem procurar receitas na internet, mas é igual a fazer uma compota de fruta, utilizando a quantidade de açúcar na proporção que gostarem mais. Eu prefiro fazer sempre um pouco abaixo da quantidade de fruta. Por exemplo, 600g de açúcar para 1Kg de ruibarbo. O Ruibarbo deve ser lavado, retirada a película fibrosa exterior e cortado em pedaços. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...